Ter seu próprio negócio é um grande desafio. Ao longo da minha carreira, encarei altos e baixos com as diferentes empresas que administrei e outras nas quais investi. Certas competências empreendedoras fizeram a diferença muitas vezes. E algumas delas têm ganhado ainda mais importância nos últimos tempos. 

Mas por que nem todos empreendedores são bem-sucedidos? Infelizmente, poucos aplicam as competências empreendedoras mais relevantes. Sobretudo no cenário atual e já com uma projeção futura, alguns ajustes de mindset têm de ser feitos. 

Nos próximos 20 anos, algumas competências empreendedoras serão fundamentais para que jovens empresários tenham êxito em seus mercados. As cinco mais importantes são justamente o foco deste post. Confira com atenção quais habilidades farão a diferença para você ter sucesso com seu próprio negócio a partir de agora e nas próximas duas décadas.

1- Produtividade

Pois é, o assunto do qual falo há tantos anos é a primeira competência empreendedora para ter sucesso no momento atual. A chegada das novas tecnologias trazem desafios inéditos em alguns sentidos, por isso o uso do tempo se torna mais vital do que antes.

Já reparou em como é difícil manter a atenção com tantos estímulos que recebemos o tempo todo? Essa sensação deve aumentar com novas tecnologias e os líderes precisam se focar para cumprir as atividades essenciais ao negócio. 

Outro aspecto que considero essencial para a produtividade nos próximos anos é a capacidade do empreendedor de utilizar a automação a seu favor. Entenda a inteligência artificial como uma parceira que ajuda a sua empresa a atingir resultados mais consistentes.

Tantas tecnologias envolvidas nos processos da empresa podem criar uma sobrecarga em termos de planejamento. Procure adequar o planejamento do seu negócio às condições das equipes e aos tipos de inteligência artificial utilizados nas atividades da empresa. 

2- Pensamento crítico e analítico

Se você não tiver pensamento crítico e capacidade analítica, dificilmente terá sucesso nos próximos 20 anos. A grande questão é como essa virtude que já era valiosa será necessária aos empreendedores. Há três aspectos que demandarão reflexões por parte do empreendedor e uma boa dose de análise para tomar as decisões mais acertadas. Veja:

Problemas complexos: os desafios do seu negócio vão crescer com a imposição de novas tecnologias e de ferramentas com as quais sua equipe não está habituada. Problemas complexos não poderão ser totalmente delegados às máquinas, você deverá ter visão para encaminhar processos com inteligência.

Fluxo de informações: Esse mundo de dados seguirá em expansão com novas tecnologias que proporcionarão ainda mais agilidade. O empreendedor terá de criar métodos eficazes de separação das informações para reter somente aquilo que é relevante.

Relação homem–máquina: com o avanço da robótica e de outras tecnologias de inteligência artificial, a relação entre o homem e a máquina vai demandar uma boa dose de análise por parte do empreendedor, que terá o desafio de estabelecer relações positivas entre seus colaboradores e as tecnologias disponíveis.

3- Aprendizagem ativa e mindset em desenvolvimento

Ganhar novos conhecimentos que podem ser aplicados em sua vida e em seu negócio é sempre positivo. Manter-se interessado em aprender é um dos diferenciais para empreendedores que querem seguir competitivos nos próximos anos.

Tenha em mente que todo dia é dia de aprender algo novo. E, colocar em ação esse mindset tornará você uma pessoa e um líder cada vez melhor. Com o uso inteligente da tecnologia, você terá mais tempo disponível para se dedicar ao aprendizado.

Os conhecimentos adquiridos terão muito a ver com os desafios que se apresentam em sua vida. Quando estiver diante de algo que parece muito difícil ou inacessível, pense em como aprender a resolver aquela questão. Tenha a mente voltada ao desenvolvimento.

Outro ponto a se considerar é desenvolver a sua veia geek e estar sempre abastecido de referências culturais diversas. Isso lhe dará mais familiaridade a ferramentas tecnológicas e ampliará os seus conhecimentos gerais, que poderão ser úteis em diferentes momentos para buscar inspirações.

4- Liderança pessoal

Liderar é uma arte que poucas pessoas dominam. Os empreendedores de maior sucesso demonstram ampla capacidade de comandar equipes e fazer com que todos os envolvidos no processo se mantenham engajados.

Nos próximos 20 anos, a liderança pessoal será ainda mais importante, pois a figura do comandante dará o norte para a empresa atuar em meio a tantas novidades tecnológicas. Em linhas gerais, os robôs não vão substituir o feeling de um líder humano.

Empreendedores terão de se comunicar com os colaboradores e se manterem presentes para ouvir as pessoas. Não basta passar a mensagem sem ruídos, é preciso inspirar o seu time para deixar todas as pessoas motivadas no dia a dia. 

Procure reconhecer os grupos e tribos em sua equipe. A tendência para as próximas décadas é a de união entre pessoas que compartilham interesses e habilidades. Cabe ao líder compreender as particularidades de cada indivíduo e o seu sentimento de pertencimento a determinado grupo.

5- Tecnologia na rotina

A presença da tecnologia em nossa rotina é um caminho sem volta e só crescerá nos próximos anos. Empreendedores que fecham os olhos para essa realidade ficam para trás.

Entenda que as ferramentas digitais existem para facilitar a vida em todos os sentidos. É muito importante que o empreendedor tenha conforto no uso da tecnologia, inclusive para que sua equipe o entenda como alguém atualizado e moderno.

Outro ponto importante é se manter curioso para conhecer o que há de novo em relação a inteligência artificial e tecnologia. Pense que, a cada dia, uma nova ferramenta pode surgir para facilitar determinado processo em seu negócio.

A curiosidade é ainda mais potente quando aliada à vontade de aprender. Não tenha preguiça em mergulhar de cabeça em manuais e vídeos de instrução para entender como determinada tecnologia funciona. 

Por fim, toda adaptação a novas tecnologias se torna mais fácil quando as enxergamos com naturalidade.

Afinal, como cultivar competências empreendedoras?

Agora você conhece as cinco competências empreendedoras necessárias para ter sucesso com seu negócio nos próximos 20 anos. Mas saber como cultivá-las tem muito a ver, também, com uma série de outras habilidades. Eu gostaria de ajudar você a desenvolver cada uma delas com a minha plataforma ELS (Empreender Life Style). Saiba tudo sobre ela!